Etiquetas

, , , , , ,

Dizem que quando temos amizades verdadeiras, não importa quanto tempo passemos sem contato, sempre que as vemos é como se tivesse passado apenas algumas horas desde o último encontro.

Já experienciei muito isso, em alguns casos mesmo passando anos sem contato a amizade não mudou em nada; em outros, o tempo sem se ver fez com que seguíssemos caminhos tão diferentes que só com muito esforço conseguiríamos retomar aquele sentimento de parceria.

Tenho muitas saudades e muito carinho por diversas pessoas que passaram pela minha vida. Com algumas tive apenas algumas conversas, com outras foram anos de amizade. Com algumas continuo me encontrando, com outras perdi o contato há anos. Não importa a frequência ou continuidade das conversas e da amizade, são seres que me marcaram e vira e mexe aparecem no meu cotidiano – na forma de uma lembrança, em uma conversa no bar, em uma dança… Não me envergonho de dizer: de vez em  quando visito suas paginas no facebook, tenho vontade de saber se estão bem, o que têm feito, coisas do tipo…

Já tentei retomar o contato com algumas amizades do passado… em certos casos consegui, mas a grande maioria ficou apenas nas lembranças… a vida adulta chegou, o tempo se tornou escasso, assim, tentar reaver pessoas que já faz tempo que não estão presentes em nossas vidas passa a ser algo mais difícil a cada dia que passa. Isso não é um problema, em minha memória essas pessoas estão sempre presentes.

Não tem como esquecer aquele amigo que era tão sem noção que o chamavam de Amy (referência a um quadro do pânico), mas que tem um coração imenso; e o que falar da amiga que viajou junto comigo olhando pros quadros da exposição do CCSP e com quem me diverti tanto tantas vezes; da amiga/professora/cabeleireira que influenciou tanto minha dança; do povo que fez parte das noites e fins de semana que passei com monitora de dança de salão; e das pessoas maravilhosas com quem conversava nos corredores da faculdade, mas com quem não saía nunca; das amigas do colegial, do fundamental… são tantas pessoas, tantas lembranças… Não perdi totalmente o contato com todo esse povo, mas já faz tempo que não vejo a maioria, e mesmo os mais próximos passo meses sem ver… é inevitável, a vida e as responsabilidades nos levam a isso.

O importante é que são pessoas que me marcaram e das quais lembro com carinho e saudades. Só espero ter inspirado nelas o que inspiraram em mim…

Anúncios